2
Primeiramente: O SESTR, composto por profissionais especializados (técnico de segurança do trabalho, auxiliar de enfermagem do trabalho, médico do trabalho, enfermeiro do trabalho, engenheiro de segurança do trabalho), consiste em um serviço destinado ao desenvolvimento de ações técnicas, integradas às práticas de gestão de segurança, saúde e meio ambiente de trabalho, para tornar o ambiente de trabalho compatível com a promoção da segurança e saúde e a preservação da integridade física do trabalhador rural.

Muitos empregadores desconhecem que além do SESTR próprio ( quando os profissionais são empregados da empresa) existe mais duas modalidades, o SESTR externo e o coletivo.

  • Próprio: quando os profissionais especializados mantêm vínculo empregatício.
  • Externo: quando o empregador rural ou equiparado contar com consultoria externa dos profissionais especializados.
  • Coletivo: quando um segmento empresarial ou econômico coletivisar a contratação dos profissionais especializados.

Lembrando: Quando o efetivo da empresa (empregador rural) atingir o número mínimo exigido pela NR 31 para constituição de SESTR ( efetivo de cinquenta funcionários), a empresa deve contratar SESTR próprio ou externo (coletivo).

A empresa com até cinquenta funcionários fica dispensada de constituir SESTR, desde que o empregador ou preposto tenha formação sobre prevenção de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho. Essa formação deve atender ao conteúdo do treinamento da CIPATR (NR 31.7.20). Se o empregador ou preposto não tiver essa formação deve contratar um técnico de segurança do trabalho ou SESTR externo.

Postar um comentário

  1. Ótimo material, muito bom!!!

    ResponderExcluir
  2. A empresa onde trabalho como TST diminuiu a quantidade de funcionários e está optando por ter o SESTR externo ou coletivo, qual desse seguimento se adéqua melhor Sestr coletivo ou externo?

    ResponderExcluir

Deixe aqui um comentário...

 
Top